Chapter 2 - part 1/2 + Divulgação


Chap. 2 - part 1/2
Pessoal, esse é Joseph Jonas. 


Segundos antes do Sr. Robins entrar na sala, baixei o capuz, desliguei o Ipod e fingi ler meu livro, sem de dar ao trabalho de levantar a cabeça quando ele disse:
- Pessoal, esse é Joseph Jonas. Acabou de se mudar no Novo México. Muito bem, Joseph, pode se sentar lá trás ao lado de Demetria. Vai ter que acompanhar com o livro dela até comprar o seu.
Joseph é lindo. Sei disso sem precisar espiá-lo nem uma única vez. Mantenho os olhos cravados no livro enquanto ele anda para o fundo da sala, pois já conheço minha turma como a palma de minha mão. No que me diz respeito, um pouco de ignorância até que não ia mau.
Mas, segundo os pensamentos de Stacia, sentada a apenas duas fileiras à minha frente, Joseph Jonas é um espetáculo!
A melhor amiga dela, Honor, concorda em gênero, número e grau.
Assim como Craig, namorado da Honor, mas isso já outra história.
- Oi. – Joseph se espreme na carteira ao meu lado, minha mochila produzindo um baque surdo ao ser jogada no chão.
Retribuo o cumprimento com um aceno de cabeça, recusando-me a olhar além das botas de motoqueiro dele. Lustrosas e pretas, muito mais para revista de moda que para Hells Angels. Bem diferentes da profusão de chinelos coloridos que salpica o carpete verde da sala.
O Sr. Robins pede que a gente abra o livro na página 133, e Joseph se inclina em minha direção.
- Posso acompanhar com você? – diz.
Apavorada com tanta proximidade, hesito um pouco, mas depois empurro o livro até a beirada da minha carteira, o mais longe que consigo sem derrubá-lo no chão. E quando ele arrasta a sua cadeira para perto, ocupando o pouco espaço que havia entre nós, deslizo para a extremidade oposta da minha, o mais longe possível. E novamente me escondo sob o capuz.
 Joseph ri baixinho. Como ainda não olhei para ele, não faço a menor ideia do que isso possa significar. Foi um risinho discreto e gostoso, mas talvez tivesse um duplo sentido qualquer
Afundo na cadeira ainda mais, a cabeça apoiada em uma das mãos, os olhos fixos no relógio e determinada a ignorar todos os olhares e comentários maldosos destinados contra mim. Tais como: “Coitado do novato bonitão, gostoso, sexy... ter de sentar ao lado da esquisitona!” é mais ou menos isso que passa pela cabeça de Stacia, Honor, Craing... e quase todo mundo da sla.
Bem, todo mundo menos o Sr. Robins, que, como eu, não vê a hora chegar ao fim da aula.
No almoço ninguém fala de outro assunto que não seja Joseph.
“Já viu o aluno novo? Que gato, hem?... É um gostoso... Ouvi dizer que é do México... Do México não, da Espanha... Tanto faz, de um outro país qualquer... É claro que vou convidá-lo pro Baile de Inverno... mas você nem conhece o cara ainda!... Fique tranquila, porque vou conhecer...”
- E aí amiga? Já viu o tal de Joseph? O que acabou de chegar! – Haven se senta a meu lado e espia através da franja, que de tão comprida chega a roçar os lábios pintados de vermelho.
- Ah! Não, e você também não... – mordo minha maça.
- Aposto que você não diria isso se tivesse tido o privilégio de ver o cara. – ela diz, retirando o cupcake da caixa de papelão rosa, e lambendo a cobertura, tal como faz todos os dias, embora se vista como alguém que não hesitaria nem mesmo um segundo antes de trocar um cupcake por um bom copo de sangue.
- Vocês estão falando sobre o Joseph, é? – sussurra Miles, deslizando no banco e fincando os cotovelos na mesa, os olhos castanhos oscilando entre nosso rosto, um sorriso maroto estampado no rostinho de bebê – Que gato! Vocês viram as botas? Tão Vogue... Acho que vou perguntar se ele quer ser o meu próximo namorado.
Haven aperta os olhos amarelos na direção dele.
- Tarde demais. – diz – Eu vi primeiro.
- Poxa, foi mal. Não sabia que você curtia “não góticos”. – ele dá um risinho, revira os olhos e desembrulha seu sanduíche.
Haven ri de volta.
- Se forem como ele, curto. Juro que ele é simplesmente um absurdo de tão irresistível, você precisa ver! – e balançando a cabeça, irritado com a minha indiferença, vira-se para mi e diz: Ele é gostoso demais!
- Você ainda não o viu? – espantou-se Miles, segurando o sanduíche.
Baixo os olhos para a mesa, muito perto de contar uma mentira. Diante daquele carnaval todo, não conseguia ver outra saída. Mas não posso mentir, não para eles. Haven e Miles são meus melhores amigos. Os únicos que tenho. Além disso, já guardo segredos demais.
- Ele se sentou ao meu lado na aula de inglês. – Fui obrigada a dividir o livro com ele, mas não cheguei a vê-lo direito.
- Obrigada? – Haven move a franja para o lado para ver melhor a maluca que foi capaz de dizer tanta asneira – Ah, deve ter sido horrível pra você, um suplício, né? – ela revira os olhos e suspira. – Eu juro: você não sabe a sorte que tem! Devia estar agradecendo de joelhos!
- Que livro vocês leram juntos? – pergunta Miles, como se o título pudesse revelar algo muito importante.
- O morro dos ventos uivantes – respondo, dando de ombros. Coloco o que restou da maçã em um guardanapo, para jogá-la fora depois.
- E o capuz? – pergunta Haven – Com ou sem?
Depois de certo esforço, lembro que coloquei o capuz enquanto Joseph caminhava em minha direção.
- Hum... com. È, tenho certeza.
- Ainda bem. – resmunga Haven, aliviada, partindo o cupcake em dois. – A última coisa que preciso é competir com a deusa dos cabelos dourados.
Eu me encolho e mais uma vez baixo os olhos para a mesa. Fico envergonhada quando as pessoas fazem elogios assim, que no passado costumavam ser muito importantes para mim. Agora, não são mais.
- Mas e o Miles? – pergunto, desviando a atenção para alguém que goste – Você não acha que ele também é um forte concorrente?
- Isso mesmo! – Miles passa a mão pelos cabelos castanhos. – Eu também estou na parada!
- Bobagem. – diz Haven, limpando o colo dos farelos. – Joseph e Miles não jogam no mesmo time. Pelo menos dessa vez a beleza estonteante e incomparável do nosso amigo top model não vai contar.
- Como você sabe em que time ele joga? – pergunta Miles, apertando as pálpebras enquanto destampava sua garrafa de suco. – Como pode ter tanta certeza assim?
- Meu gaydar não apitou – explica Haven, dando um tapinha na própria testa – confie em mim: o Joseph não aparece nele.
Então, Joseph não é meu colega apenas na aula de inglês do primeiro horário, como também na aula de artes do sexto (não que ele tenha sentado do meu lado, nem que eu tenha procurado, mas os pensamentos que pipocavam pela sala, mesmo os de nossa professora, a Sr. Machado, foram suficientes para que eu percebesse a presença dele). E como se isso não bastasse, agora vejo que ele estacionou o carro bem ao lado do meu. Até então eu havia conseguido me conter e não olhar para outra parte além das botas do sujeito, mas agora, eu sabia, minhas possibilidades de escapar, acabaram.
- Ai, meu deus! É ele! Está vindo bem em nossa direção! – exclamou Miles – E olha aquele carro! Um BMW preto novinho em folha! E com o insufilme mais escuro que existe! Olhe, o plano é o seguinte: vou abrir a porta e bater acidentalmente na porta dele, então terei uma desculpa para falar alguma coisa. -  Ele se vira para mim em busca de aprovação.
- Não arranhe o meu carro. Nem o carro dele. Nem o de qualquer outra pessoa. – eu digo, balançando a cabeça tirando as chaves da mochila.
- Tudo bem. – resmunga, fazendo beiço – Pode arruinar os meus sonhos, não me importo. Mas faça um favor a sim mesma e dê uma olhada no cara! Depois quero ouvir você dizer, olhando nos meus olhos que não pirou nem ficou de perna bamba!
Reviro os olhos e me espremo entre o fusca vizinho e o meu Mercedes. Já estou abrindo a porta quando, atrás de mim, Miles me surpreende, puxa meu capuz para baixo arrancando os meus óculos e corre para o lado do passageiro, onde, com gestos nada disfarçados da cabeça e das mãos, insiste para que eu olhe para o Joseph, que a essa altura já está atrás dele.
Então, obedeço. Bem, não posso continuar evitando o cara pelo restante da vida. Assim, respiro fundo e levando os olhos.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
3 comentários para o próximo capítulo.
Stay Strong!
XOX
Bia.





7 comentários:

  1. BIBICA
    I'M HERE
    POSTA LOGO FOFOLETI
    TO COM SAUDADES DE VOCÊ
    BITOQUINHAS DA LAU LINDA E FOFA DA SUA VIDA :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HEEEEEEEEEEEY VADIA!
      SAUDADES DE VOCÊ TAMBÉM!
      XOX

      Excluir
  2. Omg seguidora novaaaa...
    adorando a fic muito intensaaaa...
    Por falar nisso tô tensa com o encontro Jemiiii
    Bjuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own seja bem-vinda.
      haha Segura o coração que ainda tem mais haha
      XOX

      Excluir
    2. oie autorinha linda meu amor...rs
      #tô vendo muito chaves hehe
      a part 2\2 não está aparecendoooo aparece no painel do blog mais quando tento ler da pag inesistenteee...bju desculpinha tá

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Own meu amor desculpe... é que eu deixei a parte dois como rascunho, e aí eu fui editá-la e acabei postando sem querer,depois eu reverti para rascunho novamente, porque eu não riria postá-lo ainda.
      Mas daqui a pouco já vou postá-la.
      Imagina, eu é que devo desculpas. :/
      Desculpe o transtorno.
      XOX

      Excluir

Hey.
Deixe seu cometário. Faz bem ao coração da escritora.
Ah! E se for criticar, lembre-se, apenas críticas construtivas.
Thank's.